Falta

Sinto que me falta alguma coisa
Que sinto que não sei o que é.
E sinto que se soubesse não faltava.
(Ou faltava?)
Sei que me faltam versos bons,
E sei que sabendo disso,
ainda sim eles faltam.
Se eu soubesse o que me falta,
Faltaria ainda assim,
Como quele verso bom que fugiu de mim?
Acho que sei que o que me falta mesmo
É a falta dessa coisa ruim que eu sinto…
(E, claro, uma linha decente pro poema ter fim…)

.

.

Falta tanto que falta até a descrição das condiçoes do poema, e falta falar que foi feito no meio do nada, em porcaria de horário nenhum…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s