Engasgatura

Desconfiando e olhando por sobre os ombros,

Andando ao lado, querendo cercar.

Correndo e nunca alcançando,

Dormindo sem sonhar, o pesado rondando…

Fingindo não ver o que incomoda,

Fechando os olhos para nào pensar.

Tensa, por temer ser real

Aquilo que já se pode provar…

Sentindo-se mal por desejar

Algo que não é seu e nem pode tocar.

Ansiosa, enfim,

Por ver o fim desse poema infeliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s